Postado em 24 de Maio de 2016 às 14h08

    Como você lida com a frustração?

    Gerais (41)

    Vou iniciar a matéria discorrendo sobre o que é frustração. Você quer muito passar no vestibular, estuda feito louco e não é aprovado. Você confia muito no seu amigo e ele lhe trai. Esperou muito de um tratamento de beleza, porque prometeram milagres, não deu resultado. Seu marido machista não lhe permite trabalhar fora de casa e você não se impõe, etc., são situações que trazem frustração. Ser frustrado é ser machucado no que se espera, se deseja, se almeja. É possível se livrar da frustração? Não, porque nem tudo depende de você. Não depende de você, ou não apenas de você como as outras pessoas (marido, esposa, filhos, patrão, amigo...vão se comportar). Mas é possível aprender a lidar com a frustração quando ela aparece. E é preciso aprender a lidar com ela.
    Aqui, antes de prosseguir, gostaria de fazer um adendo. Muitos pais teimam em não frustrar seus filhos, dão a eles tudo o que querem, porque ficam com peninha. Percebam ao longo da matéria que riscos correm.
    Existem tipos diferentes de frustrações, dentre eles estão:
    Frustração pelo impedimento do alcance de uma meta, Frustração pelo não recebimento de uma gratificação esperada, Frustração por necessidade não satisfeita, etc. e cada uma destas se ramifica em tantas outras.
    As conseqüências da frustração são basicamente cinco: Fuga (não querer mais contato com a situação, o que trás o senso de incompetência pois não lutou para superar), evitação ( evita situações, pessoas e lugares envolvidos com a situação, também gera estresse, depressão e mais frustração), compensação (compensar com outras satisfações como comer em demasia, usar drogas, álcool e até trabalho em demasia), agressão (agride porque não tem o que quer) e desamparo (a pessoa para de tentar obter sucesso porque se frustrou em uma ou mais áreas)
    A forma de reagir à frustração (já que ela é inevitável) pode trazer danos ou benefícios à vida da pessoa. Se você souber lidar com ela, você cresce. Se não souber, você se afunda.
    Danos – Stress, depressão
    Benefícios – Desafio, crescimento.
    A frustração trás conseqüências terríveis. A agressão é a conseqüência mais estudada pelos pesquisadores. Os teóricos dizem que toda frustração leva a uma agressão. A pessoa agredirá outras pessoas ou a si mesma, (auto agressão). No noticiário vemos todos os dias pessoas que, frustradas com o fim de um relacionamento, agridem e até matam o parceiro.
    Mas a agressão só vai acontecer se a pessoa não perceber que há justificativa. Quando a frustração é justificável o que ela vai sentir é apenas irritação, e a tendência é não agredir. Ex: o caso da pessoa com casamento marcado e a empresa o transfere para outra cidade, tendo que desmarcar o casamento. Sendo justificável, a noiva ficaria muito irritada, mas com certeza não agrediria. Mas uma noiva que foi traída não vê justificativa, então ela freqüentemente parte pra agressão.
    Existem pessoas mais resistentes à frustração que outras. Tem gente que passa por problemas sérios, morre um ente querido, é demitido, leva um pé da namorada, mas ficam firmes. São os resilientes. Outros descompensam com qualquer coisa.
    A resposta está em vários fatores: genética, estória de vida, modelos, punições, reforços, privações, falta de limites. São questões biológicas, sociológicas e psicológicas.
    A forma como a pessoa é criada influencia seu aprendizado, o que ela vê e recebe em casa é um forte determinante. Mas sabemos que tem criança que viveu maus tratos, pobreza, ambiente familiar conflituoso e ainda assim se tornaram adultos bem ajustados.
    Se você é um desse, parabéns, se não, saiba que nem tudo está perdido, há como desenvolver resistência à frustração, há como aprender a vencer as frustrações da vida.
    Existe terapia para superar a frustração?
    Sim, a ajuda psicológica se faz através da análise realística do desejo da pessoa, e se concluímos que é impossível realizá-lo, o saudável é buscar outras satisfações mais próximas da inicial. Como por exemplo, se não dá para comprar carro zero, vamos sair de carro semi novo, pelo menos por enquanto. Isso é o que consegue a pessoa que se trabalhou emocionalmente e conseguiu crescimento suficiente para decidir quando é hora de insistir e quando é hora de mudar suas expectativas.
    Outra atitude saudável é se dedicar com mais afinco na busca de seus objetivos.
    Como vimos muitas vezes é saudável desistir, outras é saudável insistir. Mas esse é apenas um exemplo. Para cada caso existe uma game ampla de soluções. Busque um bom profissional a prenda a lidar com suas frustrações.

    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Superando a perda e seguindo em frente23/05/16 1) Como superar a dor da perda de alguém? Ieda: A primeira coisa a fazer é se permitir sentir, no caso a dor. Quando perdemos alguém, ficamos frustrados, com raiva e tristes. E importante se permitir esses sentimentos sem fugir deles. Quando fugimos, estamos apenas adiando o momento da dor, e depois, quando ele pedir passagem, vem bem mais forte. É preciso parar e sentir, para se......
    Qual é o papel da comunicação na vida conjugal?23/05/16 A comunicação é mais abrangente e complexa em nossa vida do que nos damos conta. Ao falarmos emitimos também as nossas preocupações, sentimentos, visão de nós e do outro. Além disso vale lembrar......
    Estresse: O que é?24/05/16 É provavelmente o quadro clínico mais freqüente que existe. Trânsito, problemas financeiros, profissionais, familiares, situações de vida, doenças, alterações de metabolismo, uso de alguns......

    Voltar para Blog